main-cover

Um Hardware Inteligente Precisa de Um Software Mais Inteligente

Calcula-se que as companhias de serviços elétricos instalarão mais de um bilhão de medidores inteligentes em 2024 e isso é somente a ponta do iceberg. Impulsionados por iniciativas de energia inteligente, os serviços estão transformando a maneira como a energia é administrada. Este novo foco está criando uma avalanche do novo hardware inteligente, integrações de IoT e dados que as organizações podem aproveitar para construir uma rede mais inteligente. Mas para usar esses dados, as empresas de serviços precisam de mais do que um hardware inteligente, precisam de um software mais inteligente.

A implementação de Iot levou a uma redução de 35% no tempo de inatividade e 25% nos custos de manutenção de ativos. (Departamento de Energia dos E.U.A.)

Segundo o Departamento de Energia dos E.U.A., 70 por cento das linhas de transmissão de eletricidade têm mais de 25 anos e a usina elétrica tem em média mais de 30 anos. Manter essa infraestrutura crítica é uma atividade titânica e cada vez mais cara com o passar do tempo. À medida em que as empresas de serviços começam a considerar a substituição da infraestrutura obsoleta, surge a oportunidade de aproveitar a rede elétrica do futuro.

Preparando-se para os serviços do futuro

A substituição da infraestrutura apresenta um grande desafio, mas também uma oportunidade para inovar. As iniciativas de cidades inteligentes, a internet das coisas (IoT) e o impulso da automação estão criando demanda de redes mais inteligentes. Isso tem ajudado a impulsionar o hardware inteligente como centro dos programas de substituição de infraestrutura.

O maior esforço de substituição de infraestrutura hoje em dia é a implantação de medidores inteligentes ou infraestrutura de medição avançada (AMI). A implementação de AMI pode ajudar as empresas de serviços a compreenderem onde e como a energia é usada, proporcionando claridade sobre onde construir, o que consertar e como priorizar esse trabalho.

O gasto global acumulado em infraestrutura de medição avançada (AMI) será quase duplicado durante o mesmo período, passando de $ 73 bilhões de dólares em 2017 a $ 145.8 bilhões de dólares em 2024. (Wood Mackenzie)

Aproveitar essa oportunidade pode virar o jogo para as empresas de serviços. Está previsto que a implementação de AMI se duplique em 2024, apesar de as capacidades de processamento de dados estarem entorpecidas. Muitos serviços estão parados por causa dos sistemas ERP legados que não estão bem equipados para administrar o volume de dados dos medidores inteligentes.

Construindo a Rede do Século XXI

Sem a infraestrutura digital para suportar a infraestrutura física inteligente, as companhias de serviços estão desaproveitando os benefícios das equipes inteligentes, deixando dados, conhecimento e aumento da eficiência sobre a mesa. Aproveitar ao máximo o hardware conectado é o pilar fundamental de um serviço de campo mais inteligente e centralizado para cumprir com a promessa de uma rede inteligente.

Com uma infraestrutura digital mais inteligente, os líderes de serviços de energia podem aproveitar os fluxos de dados para otimizar as suas operações. Ao compreender como e onde a energia é utilizada, os recursos podem ser atribuídos para onde seja mais importante. Os dados em tempo real podem ajudar os coordenadores a tomarem decisões mais inteligentes ao momento de reagir diante dos cortes de luz. O Machine Learning pode ajudar as equipes de trabalho a compreenderem o motivo das falhas e preverem onde ocorrerá a próxima. As equipes podem ser mandadas antes que os cortes de luz aconteçam e os executivos podem priorizar a modernização das linhas de eletricidade baseados na atualização de dados em tempo real e tendências históricas.

Investir em tecnologia de programação mais inteligente vai melhorar a eficiência do envio em 60% e a “programação inteligente do dia” vai aumentar a produtividade em 30% (Aberdeen)

Apoderados com dados mais inteligentes, programação automatizada e respostas em tempo real, os líderes da rede elétrica estão reescrevendo o serviço de campo. A substituição de infraestrutura obsoleta apresenta uma oportunidade única nesta etapa para a adoção de tecnologia verdadeiramente transformadora, mas se requer uma tecnologia digital tão inteligente como essa para que a rede do amanhã seja possível. O hardware inteligente não é nada sem um software inteligente.